FGV: Economia informal no Brasil chega a 18,4% do PIB, ou R$ 578 bilhões

Por ETCO
21/07/2010

Fonte: Safras & Mercado – 21/07/2010

São Paulo, 21 de julho de 2010 A produção de bens e serviços não reportada aos governos, chamada de economia subterrânea, atingiu R$ 578 bilhões no Brasil em 2009, o que representa 18,4% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e supera o PIB da Argentina, por exemplo, de acordo com novo Indice da Economia Subterrânea, criado pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) e o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). O índice está com nova metodologia e calculou o quanto representa a economia informal desde 2003, que naquele ano era de R$ 357 bilhões (21% do PIB). Segundo o Ibre, a queda é devido principalmente ao aumento do PIB e da renda da população nesse período. De acordo com a entidade, o objetivo do índice é mostrar o quanto a economia informal ainda é significativa no País e provoca a queda na qualidade do investimento e redução do potencial de crescimento da economia brasileira, fazendo com que recursos governamentais destinados a programas de educação, saúde e infraestrutura não sejam aproveitados da melhor forma. DF / Agência Leia