O custo do rastreamento de medicamentos

Por ETCO
13/06/2008

Autor: Silvana Orsini

Fonte: ADVFN Blogs (parceiro do Investnews), 13/06/2008

Louvável, sob vários, aspectos, a iniciativa do governo brasileiro de rastrear os remédios de ponta a ponta, da cadeia produtiva, da fábrica ao balcão da farmácia. O combate à informalidade (irmã da sonegação e quase sempre alimentada pela criminalidade) e a falsificação estão entre os principais motivos para a decisão tomada em março pela Associação Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a partir de sugestão do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco). Em abril, foram abertas audiências públicas sobre a medida e dentro de 30 dias quase 60 sugestões foram apresentadas para serem analisadas durante esse período. O objetivo é que o rastreamento esteja implementado em janeiro de 2009.


 


A idéia traz também a marca do pioneirismo, já que o Brasil pode tornar-se o primeiro país a adotar tal prática – obviamente, se a burocracia e a falta de objetividade que normalmente marcam as grandes questões referentes ao setor de saúde não predominarem. Os Estados Unidos e a Europa também começaram as discussões públicas, preocupados com o fato de que, no mundo, cerca de um terço dos princípios ativos dos remédios são falsificados.


 


No Brasil, a falsificação de medicamentos também está aumentando e somando-se ao roubo de cargas de remédios para agravar uma sangria, segundo estimativas do Etco, de pelo menos US$ 1 bilhão em sonegação.


 


O sistema a ser implementado prevê a colocação de algum tipo de dispositivo na embalagem – de código de barras a microchip – que identifique o remédio e permita seu acompanhamento, até mesmo por internet, durante todo o ciclo, da produção à distribuição.


 


A adoção do rastreamento, porém, tem um custo e aqui cabe, como sempre, a questão crucial: o consumidor terá, mais uma vez, de pagar a conta? Será que, agora, teremos de pagar uma “taxa de segurança” num produto em que essa qualidade – a de ser seguro – é realmente a única que importa?


 


Link: http://investnews.advfn.com/p.php?pid=blogbr&blog=silvanaorsini&article=719


Site: ADVFN Blogs (parceiro do Investnews)


Silvana Orsini


Editora da InvestNews, especializada na área de Saúde