Cresce uso de blindados e de rastreamento

Por ETCO
13/08/2009

Fonte: Planeta Seguro – SP – 13/08/2009

Da aproximação do poder público ao uso de blindados, as soluções encontradas pelas empresas para o aumento de roubo de cargas vão em todas as direções. Uma empresa de telefonia celular, por exemplo, tem transportado os aparelhos, produzidos numa fábrica a 200 quilômetros de São Paulo, em carros blindados, segundo sua seguradora.

Já as fabricantes de medicamentos, um dos setores mais visados pelos ladrões, conseguiu a aprovação de uma lei federal que colocará um código de barras bidimensional nas embalagens.

“A intenção é inibir o repasse das mercadorias roubadas”, diz Marcelo Liebhardt, gerente de assuntos econômicos da Interfarma. “Será mais fácil de determinar onde aconteceu o roubo, os caminhos dos produtos roubados e evitar a venda.”

Recentemente, a federação das transportadoras e a Fiesp também se reuniram com a Secretaria de Segurança Pública para buscar alternativas ao problema. Além de priorizar o combate à receptação, a secretaria resolveu colocar juntas as delegacias de roubo de cargas e a de fraudes em seguradoras.

“A nota fiscal eletrônica e a rastreabilidade dos produtos, com códigos de barras, ajudarão a diminuir os roubos”, diz Paulo Roberto de Souza, assessor de segurança da federação e da associação nacional de transportes.

Fonte: Folha de S. Paulo, 12/08/09