Lote de produto falsificado é apreendido

Por ETCO
11/09/2007

Fonte: Portal Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou nesta quinta-feira (6) a apreensão, em todo o país, do lote 04B06 falsificado do produto Cateter Intravenoso Nipro 24G x ¾. O produto é originalmente fabricado pela empresa Nipro Medical Ltda., que comunicou à Anvisa a denúncia de falsificação.

De acordo com a documentação encaminhada pela empresa, entre as diferenças constatadas, o rótulo do produto falso não possui picote e apresenta péssima qualidade de impressão. Confira as principais características que diferenciam o produto falsificado do original.

Suspensões


A Anvisa também suspendeu todos os medicamentos fabricados pela empresa Araújo & Santiago Produtos Naturais Ltda., nome fantasia Flora Amazônia Produtos Naturais, com sede em Abadia de Goiás (GO). A empresa não tem autorização de funcionamento e os produtos não possuem registro junto à Agência.


Pelos mesmos motivos, a Anvisa suspendeu a fabricação, distribuição, comércio e uso do produto Formilix, comercializado pela Agropec Miack Produtos Agropecuários Ltda., de Pirajuí (SP).


Por falta de registro, foram suspensos, ainda, produtos de outras duas empresas. Da Quimifarma Produtos Farmacêuticos Ltda, com sede no Rio de Janeiro (RJ), estão irregulares: Água de Flor de Laranjeiras, Cloreto de Magnésio, Água Vegeto Mineral, Água de Alibour, Benzina, Éter Sulfúrico, Glicerina e Tintura de Arnica.


Da DI Hellen Indústria de Cosméticos Ltda, com sede em Encanto (RS), está suspensa a fabricação do Leite Siliconizado DI Hellen e a distribuição, comércio e uso dos lotes fabricados a partir de 31 de dezembro de 2006.


A Anvisa também suspendeu o produto Grandesc Caixa Coletora de Materiais Perfurocortante Granmed, fabricado e comercializado pela Granmed Indústria e Comércio LtdA., de Belenzinho (SP). O registro do produto caducou (perdeu a validade).

Serviço


A suspensão de um ou de todos os lotes de determinado produto é definitiva e tem validade imediata, após divulgação da medida no Diário Oficial. O recolhimento (retirada do mercado) é de responsabilidade do fabricante.


Em caso de suspeita, o recomendado é entrar em contato com a vigilância sanitária local ou ligar para o Disque Saúde, por meio do serviço telefônico gratuito 0800-61-1997.