Operação Alfa apreende drogas e contrabando em Guaíra

Por ETCO
19/07/2009

Fonte: Londrix – PR – 19/07/2009

Em operações bloqueio pela Força Alfa – Companhia Independente de Fronteira – deteve cinco pessoas, apreendeu 250 pacotes e mais 20 caixas de cigarro, além de 19 pedras de crack, prontas para a venda. Esses foram os primeiros números da nova unidade da Polícia Militar, implantada na quinta-feira (16) pelo governador Roberto Requião, em Guaíra, no Oeste do Estado. As ações foram realizadas em conjunto com a Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Batalhão de Polícia Rodoviária e Força Samurai, também da PM.

“A Força Alfa está apresentando resultados positivos aos municípios da região. Estamos reduzindo a circulação drogas e, principalmente, realizando operações para identificar suspeitos, 24 horas por dia”, afirmou o tenente Julian Bayer Gonçalves, subcomandante da Força Alfa.



Ainda na madrugada de sábado (18), policiais agiram em três pontos distintos na fronteira, depois de se reunirem em frente à sede da Polícia Federal. Em um deles, nas proximidades da Ponte Airton Senna – acesso ao Mato Grosso do Sul – a operação, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, apreendeu 250 pacotes de cigarro em um Escort. “O material recolhido, o carro e o condutor foram encaminhados à Receita Federal”, ressaltou o tenente Bayer.



A outra ação, em parceria com a Receita Federal, no município de São Clemente, também resultou na apreensão de cigarros, em um veículo Saveiro. “Nesta atividade foram recolhidas 25 caixas de cigarro, que juntamente com o condutor, foram encaminhadas à Receita”, revelou Bayer.



O subcomandante relatou que outra ação da Alfa, também em conjunto com a Receita Federal, feita na cidade de Iporã, prendeu suspeitos de tráfico de drogas. Entre eles estava Clailton Tavares Miranda, 36 anos (com mandado de prisão em aberto por homicídio, pelo próprio município), e Laudinei Rateiro Vieira, 36 anos, que portava 19 pedras de crack prontas para a venda (responde em liberdade condicional por tráfico).


REFLEXO – O comandante da Força Alfa, major Roberto Sampaio de Araújo, garante que o combate ao tráfico de drogas e de armas na região de fronteira reflete em todo o Estado. “Será diminuído o índice de criminalidade com o bloqueio ao narcotráfico. Por exemplo, 70% dos homicídios ocorridos em Curitiba e Região Metropolitana são decorrentes do tráfico de drogas”, afirmou.



Sampaio acredita que a contenção da fronteira reduzirá o comércio da droga em diversas regiões do Paraná e de outros estados, além de pequenos delitos. “O usuário de drogas, muitas vezes, comete pequenos furtos para sustentar seu vício, isso também deverá ser reduzido.”



As operações também foram realizadas em pontos estratégicos das estradas vicinais, caminhos alternativos usados por traficantes e contrabandistas.


INTEGRAÇÃO – Eldison Martins do Prado, comandante do 2.º Pelotão, da 3.ª Companhia de Polícia Militar de Cascavel, responsável pela fiscalização da área que compreende Iporã, Marechal Cândido Rondon e Santa Helena, garante que o apoio da Força Alfa é essencial. “Já realizamos um trabalho bem abrangente, ostensivo e preventivo nesta região e, agora, com esta união vamos intensificar nossas ações”, afirmou.



Prado explicou que rotineiramente a unidade realiza ações para verificar a documentação de veículos e condutores, além de conferir a autenticidade e o interior dos carros para verificar se existem indícios de algum tipo de crime.