Polícia apreende solvente na Anchieta

Por ETCO
06/06/2005


Diário de S. Paulo, 05/06/2005


Reprodução da TVA Polícia Rodoviária Estadual apreendeu na manhã de ontem cinco carretas que haviam saído do porto de Santos e faziam parte de um comboio de 12 tanques, com 500 mil litros de solvente. Os fiscais da Secretaria da Fazenda receberam uma denúncia de que o produto seria desviado do destino original para ser vendido como gasolina. Na noite de sexta-feira, outra operação da polícia encontrou 200 mil litros de umamistura química que também seria vendida como gasolina para postos de São Paulo. O solvente foi apreendido em uma empresa química de Barueri, na Grande São Paulo. As cinco carretas foram interceptadas na Via Anchieta. O produto apreendido pode ser usado na fabricação de tinta e na adulteração de combustível. De acordo com a polícia, a adulteração estaria sendo feita em empresas químicas usadas como fachada pelas distribuidoras clandestinas.


Barueri


O transporte do solvente e a entrega da falsa gasolina aos postos estariam sendo feitos nos finais de semana. A polícia tenta localizar agora outras sete carretas que faziam parte do comboio que saiu do porto. Segundo o delegado do Deic, Albano David Fernandes, a empresa tem capacidade para fabricar até 800 mil litros por dia. Três caminhões, com 50 mil litros de solventes cada, também foram apreendidos. Cinco pessoas foram detidas. Há dois meses a polícia investigava a empresa Aldebarã Comercial Química Ltda., localizada no bairro Jardim Mutinga, na periferia de Barueri. Cinco pessoas que estavam no local foram encaminhadas para a delegacia onde prestaram depoimento e depois foram liberadas. A empresa pode ser fechada.