Soldados vão ajudar na fiscalização em Foz

Por ETCO
25/11/2004

Fonte: O Estado de S. Paulo, 23/11/2004

Por Adriana Fernandes


BRASÍLIA – A Receita Federal pediu apoio do Exército para reforçar a fiscalização em Foz do Iguaçu. A Operação Cataratas, de combate ao contrabando, causou protestos e fechamento da ponte.
A Receita estima que US$ 5 milhões em mercadorias entram ilegalmente no País pela Ponte da Amizade, que liga Foz a Ciudad del Este. O delegado da Receita em Foz, José Carlos de Araújo, disse que, com a operação, o contrabando caiu 90% e o Exército pode ajudar na segurança.


Os sacoleiros estão organizando comboios de ônibus para fugir da fiscalização. Quatro ônibus apreendidos na operação foram queimados, no fim de semana, em protesto contra a fiscalização.


O secretário da Receita, Jorge Rachid, disse ao Estado que há um financiamento da resistência. “Eles não estão operando sozinhos.”


Para o presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), Emerson Kapaz, o governo está correto em apertar o cerco. Segundo ele, a região virou a grande porta de entrada para o contrabando e falsificação de produtos.