Brasil perde R$ 100 bi por ano com produtos contrabandeados e falsificados

Os cigarros lideram o ranking de produtos contrabandeados apreendidos pela Receita Federal (67%), seguidos por  eletrônicos, produtos de informática e até medicamentos. Além de causar prejuízos ao mercado, produtos contrabandeados também são nocivos à saúde dos compradores. De acordo com o presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras, Luciano Barros, deve-se reavaliar a carga tributária dos itens que estão sendo contrabandeados para combater o contrabando.

Assista a reportagem completa, veiculada no Jornal da Band em 17/07.

http://noticias.band.uol.com.br/jornaldaband/videos/2015/07/17/15543248-brasil-perde-r-100-bi-por-ano-com-produtos-contrabandeados-e-falsificados.html

 

Para saber mais sobre ações de combate ao contrabando, visite o site http://www.naoaocontrabando.com.br/

 

 

Compartilhe