Downloads ilegais de software

No primeiro semestre de 2014, a Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), retirou do ar mais de 28 mil itens entre anúncios em sites de leilão, websites e links que davam acesso a downloads ilegais de software. A ação de Monitoramento da Internet, que acontece há mais de dez anos, rastreia as ofertas irregulares dos programas de computador de titularidade dos associados da entidade.

De acordo com os resultados de monitoramento da entidade, a remoção de links foi a ação com melhor desempenho. Nos seis primeiros meses do ano, foram contabilizados 18.297 links removidos, um crescimento de 39,13%, em relação ao ano passado, com destaque para o mês de abril, que registrou o maior volume excluído, mais com de 4.200 links excluídos.

Considerando apenas os sites de leilão, a entidade eliminou nos seis primeiros meses do ano 9.160 anúncios, um salto de 30,9% em relação ao total eliminado no mesmo período de 2013. Ainda nesse período, 32 websites foram retirados do ar, por violar o direito da propriedade intelectual ao ofertar software pirata.

Quem quiser cooperar com os esforços investigativos das autoridades policiais para identificar focos de pirataria podem fazê-lo via o portal Denuncie Pirataria de Software. As queixas são anônimas e também podem ser realizadas pelo aplicativo “Denuncie Pirataria”, disponível nas plataformas IOS e Android.

Para mais informações, clique aqui

Fonte: Uol 

Compartilhe