Natal adere ao Cidade Livre de Pirataria

Capital do Rio Grande do Norte é a 11ª cidade a integrar o programa gerenciado pelo ETCO, que municipaliza as ações de combate à pirataria

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, assinou em 21 de março o termo de acordo e cooperação do projeto Cidade Livre de Pirataria, do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP) do Ministério da Justiça. O projeto, administrado pelo ETCO, já foi adotado por 10 cidades.

“Nós queremos com essa assinatura reafirmar o nosso compromisso em combater esse tipo de ação, evitando que quem paga seus impostos e trabalha muito seja prejudicado”, afirmou o prefeito. O projeto será executado em Natal sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes). Segundo o secretário Osair Vasconcelos, haverá empenho total da pasta para tentar resolver o problema da pirataria em Natal.

Já implantado em São Paulo, Curitiba, Brasília, Belo Horizonte, Osasco, Rio de Janeiro, Vitória, Salvador, Manaus e Cuiabá, o programa visa permitir que as cidades assumam ativamente o combate à pirataria, desenvolvendo ações em conjunto com instituições municipais, estaduais e federais, além de representantes da sociedade civil.

A meta do ETCO é que o projeto seja implantado em todas as cidades-sede da Copa do Mundo deste ano. A Arena das Dunas, em Natal, receberá quatro jogos da Copa.

Compartilhe