Paraná é segundo do País em consumo de contrabando

O Paraná é o segundo estado que mais consome produtos contrabandeados no País, atrás apenas de São Paulo, segundo a Associação Brasileira de Combate à Falsificação (ABCF). O motivo é que o Porto de Paranaguá e a fronteira com o Paraguai estão entre as principais portas de entrada para falsificações, o que facilita a oferta e diminui ainda mais o custo de artigos do tipo na região.

Os principais acessos via portos para falsificações são, pela ordem, Santos, Paranaguá, Itajaí e Rio de Janeiro, conforme a ABCF. Os produtos costumam chegar ao País com declarações falsas nas guias de importação e subfaturados. Com o baixo número de agentes da Receita Federal e da Polícia Federal, as vistorias em contêineres e em mercadorias são feitas por amostragem ou quando há denúncias.

A segunda porta de entrada dos produtos falsificados é via Paraguai, o que, mesmo quando ocorre a partir do Mato Grosso do Sul, costuma passar pelo Paraná para chegar à capital paulista. Ainda de acordo com a entidade, Maringá é o maior polo nacional de fabricação de autopeças falsificadas, ou reaproveitadas e vendidas como novas, o que também aumenta a participação paranaense.

Leia matéria completa

Fonte:  site maispioneiro.com (05/06)

Para maiores informações sobre ações de combate ao contrabando, acesse: www.naoaocontrabando.com.br

Compartilhe