ETCO recebe Interfarma como associada

O Presidente-Executivo da Interfarma – Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa, Antônio Britto, e o Presidente-Executivo do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), Roberto Abdenur, selaram, no dia 18 de outubro, acordo pelo qual a Interfarma volta a fazer parte da Câmara Setorial de Medicamentos do Instituto, que conta também com a Eurofarma, a Medley e a Cristália.

Depois de um período de entendimentos, a Interfarma volta a compor o quadro de associados da Câmara Setorial de Medicamentos do ETCO. A partir de agora, as empresas associadas à Interfarma que já faziam parte da Câmara passam a ser representadas pela Associação nas decisões e ações desenvolvidas pelo ETCO.

“A reassociação da Interfarma, que é indiscutivelmente o legítimo interlocutor das 43 companhias que representa atualmente, trará um ganho operacional que se refletirá em maior efetividade na defesa da ética concorrencial e no combate à informalidade, à falsificação e ao contrabando, que infelizmente estão fortemente presentes no setor de medicamentos”, ressalta Roberto Abdenur.

Para o Presidente-Executivo da Interfarma, Antônio Britto, “trata-se, na verdade, de uma nova etapa no relacionamento com o ETCO, uma vez que muitas das empresas por nós representadas sempre estiveram associadas ao Instituto”. Ele explica também que “os associados da Interfarma respondem por quase 80 % dos medicamentos de referência e por mais de 40% dos genéricos, ou seja, mais da metade dos remédios comercializados no País, e o trabalho desenvolvido pelo ETCO é extremamente importante nesse setor, onde a ilegalidade é um risco à saúde pública”.

A Câmara Setorial de Medicamentos do ETCO, agora composta pela Interfarma, Eurofarma, Medley e Cristália, foi criada em 2005, a partir de um conjunto de medidas apontadas pelo estudo “Informalidade no Setor Farmacêutico: Barreira ao Crescimento da Economia Brasileira e Risco à Saúde Pública”, realizado pela McKinsey & Company e Pinheiro Neto Advogados. Essa foi uma das principais contribuições do Instituto ao combate às ilegalidades praticadas no mercado brasileiro de medicamentos. Com o mesmo objetivo, o ETCO e as empresas associadas à Câmara entregaram à Anvisa o Relatório Final do projeto-piloto do Sistema Eletrônico de Rastreamento e Autenticidade de Medicamentos, visando apoiar a agência na regulamentação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos.

“O ETCO é uma referência na luta por mais justiça e seriedade no País, e vem sendo responsável pelas mais bem-sucedidas iniciativas visando ao abandono de práticas antigas e incompatíveis com o desenvolvimento social e econômico do Brasil”, conclui Britto.

Compartilhe