OIT afirma que a América continua sendo a região mais desigual do planeta

O continente americano continua sendo a região mais desigual do planeta e seu grande desafio é reduzir o mercado de trabalho informal, disse nesta segunda-feira (13) o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder.

“A média da taxa de informalidade nas Américas é de quase 47%. Diminuiu, mas continua sendo elevada”, afirmou Ryder durante uma entrevista coletiva realizada antes do início da 18ª Reunião Regional Americana da OIT, que começa nesta segunda-feira (13) em Lima.

O representante da OIT acrescentou que “o desafio da formalização do trabalho na região tem que ser uma prioridade” já que, segundo disse, “com estas taxas de informalidade não é uma surpresa que as Américas sejam ainda a região mais desigual do planeta”.

Ryder destacou, no entanto, que foram registrados avanços em matéria de emprego, já que a taxa de desemprego urbano regional está em 6,2%, abaixo dos 6,6% do ano passado.

Cerca de 400 representantes e delegados de 70 países participaram da reunião da OIT em Lima. Durante o encontro, aberto pelo presidente do Peru, Ollanta Humala, foram avaliados os avanços e as mudanças na situação do trabalho na América, desde a última reunião regional, realizada em 2010, em Santiago, no Chile.
Fonte: UOL  13/10/2014

 

 

Clique aqui e leia a matéria completa

Compartilhe