Ranking internacional de corrupção mostra um Brasil estagnado

 

O último ranking internacional que mede a percepção da corrupção, divulgado pela ONG Transparência Internacional em 2014, mostrou que o Brasil continuava estagnado. Apesar das recentes investigações e julgamentos de casos como o mensalão e o de corrupção na Petrobrás, o Brasil ocupa a 69ª posição de um ranking de 175 países, o mesmo lugar de quatro anos atrás.

O novo ranking ainda não foi divulgado, mas a ONG Transparência Internacional (TI) iniciou na ultima quarta-feira (9/12) uma votação pública em busca do melhor representante da “grande corrupção” de uma lista de 15 “candidatos” que inclui o caso da Petrobras, além do ex-presidente do Panamá Ricardo Martinelli e do presidente da Guiné Equatorial Teodoro Obiang.

O período de votação estará vigente até 9 de fevereiro por meio do sitewww.unmaskthecorrupt.org

 

Compartilhe