FGV: economia subterrânea tem a menor queda desde 2003

O tamanho da economia subterrânea – a produção de bens e serviços não reportada ao governo – encolheu este ano no menor ritmo desde 2003, segundo estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre) e pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco). Em 2014, esse setor deve representar 16,2% do PIB, de 16,3% em 2013 – ou seja, uma redução de apenas 0,1 ponto porcentual, a menor desde 2003. Em países desenvolvidos, o índice gira em torno de 10% do PIB.

Fonte: R7 Notícias | 12/11

Para ler a matéria completa clique aqui

Compartilhe