“País precisa desorganizar o crime”, diz presidente do ETCO

Crime organizadoEm reunião no Ministério da Justiça, anteontem, Edson Vismona, do Instituto ETCO – que combate o contrabando e a pirataria comerciais – deixou um pacote de 21 sugestões para enfrentar as máfias de drogas e de armas e fiscalizar as fronteiras. Ao lado de outras entidades, ele debateu, em uma comissão voltada para a repressão a roubos de cargas, iniciativas que ajudarão o governo na montagem do Plano Nacional de Segurança.

Com a experiência de quem estuda, há muito tempo, formas de enfrentar contrabandistas de bebidas, eletrônicos e vestuário, entre outros, Vismona adverte: “O Estado tem que se preparar para essa guerra. Entender o  desafio, criar uma estratégia e a partir disso ter planos eficazes”.

O que ele sugeriu? Coisas como centros integrados de inteligência nas fronteiras, pontos estratégicos de controle nas estradas, mapeamento de áreas de comércio ilegal. “Temos de desorganizar o crime organizado para poder organizar o Estado”, adverte o empresário.

FONTE:  Estadão.com/Sonia Racy (12/01)

Compartilhe