Crime sem fronteiras: em reportagem especial, a Revista Istoé detalha como opera o contrabando no Brasil

Como opera o mercado do contrabando no Brasil, que faz com que o País perca R$ 6,4 bilhões em impostos por ano só com cigarros piratas

 


Se o Brasil colocar um policial em cada metro da fronteira de 17 mil quilômetros com os dez países com os quais faz divisas, a maioria cortadas por estradas de terra – e para isso precisaria ter milhares de policiais, ao invés dos 3.000 que dispõe atualmente -, os contrabandistas cavariam túneis e passariam seus produtos (cigarros, eletroeletrônicos, armas e drogas) para o território brasileiro sem serem incomodados.

“Deixamos a situação atingir esse ponto, mas chegou o momento das providências, não é possível mais aceitar.” Edson Vismona, presidente do  ETCO  e do Fórum Nacional Contra a Pirataria.

Para ler a matéria completa, clique aqui

 

Compartilhe