Abimed lança versão atualizada de código de conduta

Evandro Guimarães, no lançamento do código de conduta da Abimed

Evandro Guimarães, no lançamento do código de conduta da Abimed

A Comissão de Ética da Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para a Saúde (Abimed) apresentou no dia 18 de março a 4ª versão de seu Código de Conduta, em um evento que reuniu empresas de tecnologia avançada nas áreas de fabricação, importação, exportação e distribuição de produtos médico-hospitalares, além de membros de diversas instituições e do subprocurador-geral da República, Antonio Fonseca.

O Presidente Executivo do ETCO, Evandro Guimarães, proferiu um dos discursos de abertura. “O ETCO está honrado em presenciar essa nova edição do código de conduta e gostaria de parabenizar a Abimed pelo espirito de integridade corporativa, pelo compromisso e a atenção dedicados à questão da conformidade das indústrias com esse público que, no final, somos todos nós.”

Dentre os objetivos para a reformulação do código, destacam-se a promoção de um alinhamento com o cenário de mudanças no ambiente corporativo do setor, além do aprimoramento das interações entre a indústria de produtos para a saúde e os profissionais da área, fundamental para garantir o uso correto dos produtos de saúde e para o desenvolvimento de novas técnicas e procedimentos que garantam o bem-estar dos pacientes.

“Essa nova edição do código reflete um trabalho iniciado em 2014, alinhado com a estratégia da Abimed de fortalecer o ambiente ético, pilar fundamental de qualquer empresa e instituição. A promoção de um ambiente competitivo saudável é fundamental para que as empresas invistam no setor, e para que os pacientes tenham acesso ao que há de melhor para seus tratamentos.” disse Fabricio Campolina, presidente do conselho da Abimed.

A nova versão do código se estruturou em torno de quatro pilares: garantia de educação médica continuada; diálogo proativo com o governo; apoio à governança de terceiros intermediários e harmonização das práticas locais e internacionais. O caráter pioneiro desse novo código consiste na adesão de outros aspectos essenciais à cadeia de fornecimento de produtos para a saúde, tais como as recomendações de que as empresas adotem práticas de compliance em relação a terceiros e intermediários, essenciais para os processos de comercialização e operação de produtos farmacêuticos.

A Abimed anunciou as próximas ações, entre elas, o incentivo ao uso do seu canal de denúncia para a exposição de práticas antiéticas no setor e a realização de seminários e workshops sobre a adoção de estratégias de implantação do novo código de conduta e gestão de compliance para terceiros e intermediários, por exemplo.

Compartilhe