Representante de grandes estúdios de cinema dos EUA fala sobre pirataria em visita ao ETCO

Ex-senador norte-americano e atual CEO da Motion Picture Association of America, Christopher Dodd discutiu os caminhos do combate à pirataria no Brasil

O CEO da Motion Picture Association of America (MPAA), Christopher Dodd, visitou a sede do ETCO em São Paulo na manhã de 30 de agosto. Ex-senador democrata norte-americano e agora porta-voz dos grandes estúdios cinematográficos dos Estados Unidos, Dodd esteve no Brasil para uma série de encontros com membros do governo e empresários da indústria cinematográfica nacional. Ele abriu espaço em sua agenda para conhecer o ETCO e o trabalho que tem sido feito pelo Instituto no combate à concorrência desleal, o que inclui a pirataria.

Após assistir a uma apresentação sobre o ETCO feita pela Diretora Executiva, Heloisa Ribeiro, ele elogiou o trabalho realizado na primeira década de atuação do Instituto e reconheceu as dificuldades do Brasil no que se refere ao combate à pirataria. “Estou impressionado com o que vocês fazem. Eu aprendi muito e certamente levarei essa experiência adiante”, disse Christopher Dodd.

“Por ser um mercado importante e crítico, no Brasil o trabalho de fiscalização da pirataria e do comércio ilegal, além da defesa da propriedade intelectual, hoje feito no âmbito das grandes corporações, deve chegar também às pequenas empresas. Além disso, como mostrou o ETCO, é preciso preparar as crianças para o futuro”, disse Dodd, sobre a necessidade de ensinar às futuras gerações que a pirataria é crime.

O Brasil e outros países do mundo têm assumido uma grande importância para a indústria cinematográfica americana – um dos principais produtos de exportação dos Estados Unidos –, tendo em vista que 60% da receita dessa indústria vem de fora dos EUA. E trata-se de uma indústria altamente afetada pela pirataria em todo o mundo.

“Um grande problema é que a pirataria é socialmente aceitável”, afirmou o ex-senador a uma plateia de representantes das câmaras setoriais do ETCO e alguns de seus parceiros. De acordo com ele, com o crescimento da internet, o acesso ao produto pirata ficou mais fácil, ao passo que o produtor pirata ficou mais difícil de ser localizado. “Temos trabalhado tecnologias para combater a pirataria na internet, mas ela é sofisticada.”

Dodd, ex-senador democrata por Connecticut durante 30 anos (de 1981 a 2011), assumiu o cargo de CEO da MPAA em março de 2011.

Compartilhe