I Prêmio Nacional de Combate à Pirataria

(da esq. para dir.) Edsom Ortega, Secretário de Segurança Urbana da Prefeitura de São Paulo; Silvia Helena Felismino, Presidente do Sindireceita; José Curcelli, Presidente do Conselho Deliberativo da ABES; Ana Lúcia Gomes Medina, Secretária-Executiva do Conselho Nacional de Combate à Pirataria – CNCP.

No último dia 2 de dezembro, o Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP), realizou a cerimônia de entrega do I Prêmio Nacional de Combate à Pirataria. Os vencedores, nas categorias repressiva, educativa e econômica foram, respectivamente, a Secretaria de Segurança Urbana da Prefeitura Municipal de São Paulo, o Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita) e Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES).

Com a criação do prêmio, destinado a reconhecer entidades públicas e privadas com atuação destacada no combate à pirataria em todo o país, o CNCP busca atuar como motivador na intensificação do combate à pirataria por entidades e órgãos públicos e privados. Nesta primeira edição, concorreram ações realizadas entre agosto de 2010 e julho de 2011, promovidas em qualquer cidade do Brasil e que tenham tido como principal objetivo o combate ao comércio ilegal.

Para garantir a credibilidade do Prêmio, os inscritos foram julgados por uma comissão formada por conselheiros do CNCP, que avaliaram cada ação a partir de cinco aspectos: impacto e benefício na sociedade; impacto e benefício na economia; inovação e criatividade da iniciativa; planejamento e coordenação; potencialidade de exemplo e motivação interna.

O presidente-executivo do ETCO, Roberto Abdenur, presente à cerimônia de premiação, comentou a importância das iniciativas dessa natureza, parabenizou os três homenageados e destacou a premiação recebida pela Secretaria de Segurança Urbana da Prefeitura de São Paulo. “Trata-se de um dos mais claros exemplos de que a união de esforços dos diversos poderes envolvidos com a questão é o melhor caminho no combate à pirataria e ao comércio ilegal”, ressaltou Abdenur. São Paulo foi um dos primeiros municípios a ingressar no Programa Cidade Livre de Pirataria, do CNCP, cuja gestão está a cargo do ETCO e que conta também com as cidades de Curitiba, Belo Horizonte e Distrito Federal.

“Com o lançamento deste Prêmio, mais uma vez o CNCP demonstra a sua disposição no combate à pirataria no País, uma questão cada vez mais presente nas agendas de órgãos públicos e de entidades da sociedade civil”, conclui Abdenur.

Compartilhe