Rastreamento e autenticidade de medicamentos projeto piloto

Por ETCO
18/01/2011

Codificação unitária é fundamental no processo de rastreamento e autenticidade de medicamentos

Vídeo
Assistir ao depoimento da deputada Vanessa Grazziotin

Download (formato: Windows Media. Duração: 5 mins)

Foi um sucesso de público o Seminário “Sistema de Rastreamento e Autenticidade de Medicamentos”, promovido pelo ETCO – Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, dia 22 de outubro, em São Paulo.

Cerca de 200 profissionais do setor farmacêutico e correlatos lotaram um dos auditórios do Caesar Park & Business Faria Lima, para acompanhar a divulgação dos resultados do projeto-piloto realizado pelo ETCO, entre janeiro e julho de 2009, com vistas a preparar o setor privado e fornecer subsídios à agência reguladora (ANVISA) para o atendimento às exigências da Lei 11.903/2009, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que criou o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos.

O projeto consistiu na verificação dos processos de impressão e leitura dos códigos de identificação nas embalagens secundárias de aproximadamente 75 mil medicamentos, além da coleta e transmissão de todas as informações geradas pelas empresas participantes da iniciativa. O sistema foi testado em sete indústrias: Aché, Bayer, Eurofarma, Mantecorp, Nycomed, Pfizer e Sanofi-Aventis; três distribuidores: Panarello, Profarma e Santa Cruz; e redes de varejo: Droga Raia, Drogaria Araújo, Drogasil e Pague Menos, bem como operadores logísticos: DHL, Bomi e AGV.

Segundo o presidente executivo do ETCO, André Franco Montoro Filho, o projeto-piloto atendeu plenamente seu propósito, identificando pontos importantes que deverão ser considerados pelos agentes da cadeia farmacêutica e autoridades reguladoras, a fim de se assegurar maior eficiência na implementação do sistema. “O sistema pode ser implementado com a adoção de soluções tecnológicas abertas e de domínio público, com características e flexibilidade para serem implantadas pelas empresas, independentemente de seu porte”, ressaltou o executivo.

Outro ponto importante destacado por Montoro Filho foi a grande mudança de paradigma para toda a cadeia farmacêutica, com a introdução do conceito de codificação unitária, “fundamental para se ter o nível de rastreamento adequado para o cumprimento da Lei.”

O Seminário teve ainda, as participações da diretora executiva do ETCO, Patrícia Blanco, e de representantes da Abrafarma – Sérgio Mena Barreto e Abafarma – Luiz Fernando Buainain. Impossibilitada de comparecer ao evento por problemas de agenda, autora do Projeto de Lei que criou o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, deputada federal Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), fez-se representar por meio de um vídeo no qual parabenizava os esforços do ETCO e ratificava a importância do Sistema para a sociedade como um todo.