Entenda como funciona o esquema de contrabando

O Domingo Espetacular mostrou , em reportagem especial do último dia 11/12/2016,  como os produtos contrabandeados entram e são comercializados, no Brasil. Além da facilidade em abrir uma empresa de fachada para trabalhar com o contrabando. Três em cada dez brasileiros já compraram produtos piratas, dessa forma, alimentam um mercado que movimenta milhões de reais.

 

Assista a reportagem completa, clicando aqui

Como ter um programa de integridade efetivo

A Lei Anticorrupção já está em vigor e vale para todas as empresas.

Os especialistas destacam a importância da adoção de Programas de Integridade ou compliance, que reforcem a intenção da empresa de agir de acordo com as regras.

E também orientam: treinar e comunicar os funcionários sobre o código de conduta da empresa, bem como as implicações do seu descumprimento é fundamental.

Para maiores informações, assista ao vídeo Integridade, uma iniciativa do Instituto ETCO, que visa contribuir para a disseminação do Compliance no Brasil.

Economia Subterrânea cai pouco em 2014 e deve voltar a crescer no País

Estudo do ETCO e da FGV/IBRE aponta que o mercado informal movimentou R$ 826 bilhões em 2014, o equivalente a 16,1% do PIB brasileiro

Assista a matéria que trata da última edição do Índice de Economia Subterrânea (IES), divulgado pelo ETCO em conjunto com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/IBRE). De acordo com o estudo, o mercado informal, que corresponde à produção de bens e serviços não reportados deliberadamente ao governo, movimentou R$ 826 bilhões em 2014, valor que corresponde a 16,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do País e aponta para uma leve redução de 0,2 ponto porcentual em relação ao ano anterior.  

[iframe width=”600″ height=”400″ src=”http://www.youtube.com/embed/ME38yLrcG2w?hl=en&fs=1&rel=0″ frameborder=”0″ allowfullscreen]

Como proteger dados de uma empresa

Seminário on-line, promovido pela ONG global Create.org, mostra o que uma empresa pode fazer para evitar roubo de propriedade intelectual.

Nesse webinar gravado em 16/04/2015, os especialistas Pamela Passman e Allen Dixon, da Create.org, mostram como identificar riscos às informações confidenciais; como uma companhia fica mais vulnerável a violação de dados e arquivos digitais; como o sistema de TI pode proteger o IP; e ainda como integrar a proteção ao IP às operações de negócios.

[iframe width=”600″ height=”400″ src=”http://www.youtube.com/embed/VVXXuUWAIsU?hl=en&fs=1&rel=0″ frameborder=”0″ allowfullscreen]

Assista à matéria completa veiculada no Jornal Nacional de 03/03 sobre o Dia Nacional de Combate ao Contrabando

Assista à matéria completa veiculada no Jornal Nacional de 03/03 sobre o Dia Nacional de Combate ao Contrabando

[evp_embed_video url=”https://www.etco.org.br/videos/contrabando-de-mercadorias-jn-03032015.mp4″]

Veículo: TV Globo – SP Publicação: 03/03/2015 Programa: JORNAL NACIONAL Hora: 20:39 Inclusão: 03/03/2015 20:51:00 Tempo: 2m 35s | Combate ao contrabando de mercadorias

Cobertura do Jornal Bom dia Brasil sobre o dia Nacional do Combate ao Contrabando

Assista à matéria completa sobre tamanho do contrabando no país,  veiculada no BOM DIA BRASIL em 3/03

[evp_embed_video url=”https://www.etco.org.br/videos/dia-nacional-combate-ao-contrabando.mp4″]

Dia Nacional de Combate ao Contrabando

Um crime que atinge todas as grandes cidades brasileiras: o contrabando. No Dia Nacional do Combate ao Contrabando, diversos veículos, entre eles o Bom Dia Brasil, da Rede Globo,  veicularam reportagens sobre os principais números da indústria criminosa do contrabando.

O cigarro representa quase 70% de todos os produtos contrabandeados. E só com o cigarro, o Brasil deixa de recolher R$ 4,5 bilhões em impostos. O contrabando entra no país principalmente pela região de Foz do Iguaçu e é distribuído para todo os estados.

O Ministério Público Federal estima que só são apreendidos entre 5% e 10% de todos os produtos contrabandeados que entram no Brasil. O que se explica, em partes, pela extensão das nossas fronteiras. As autoridades brasileiras são responsáveis por fiscalizar uma área que se estende por 17 mil km², passando por 11 estados brasileiros e 10 países, entre eles, o Paraguai, o principal fornecedor de mercadorias contrabandeadas.

O Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras, que trabalha em Foz do Iguaçu, ficou sete meses elaborando um estudo. “É o crime organizado, são grandes quadrilhas. Extremamente especializadas que pegam esse produto daqui em grande escala e levam para as capitais brasileiras”, afirma o presidente do IDESF, Luciano Stremel Barro.

Nota de correção: Na reportagem exibida no dia 3 de março de 2015, o Bom Dia Brasil informou que o Brasil deixa de recolher R$ 4,5 milhões em impostos. Na verdade, o valor é de R$ 4,5 bilhões. A informação foi corrigida às 12h15 do dia 3 de março.